Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Extermínio de Pensamentos

É um desatino que para aqui vai...

Extermínio de Pensamentos

É um desatino que para aqui vai...

30
Out17

O horóscopo

Terminatora

Eu creio mais na energia e na reciprocidade do que em algum Deus. Fui criada católica a acatei muitas doutrinas e ensinamentos diariamente. Talvez por ter uma grande consciência e empatia sempre me importei com os outros. 

Não fazia nada sem pensar antes se a decisão que fosse tomar iria afectar de alguma forma os outros. Ou se aquilo que diria prejudicaria alguém. Sempre tive cuidado na forma como lidava com os outros. Mas já não sou tão crente assim, não faço orações ou peço bençãos, quando sei que se eu não arregaçar as mangas e trabalhar, não terei nada. E já não penso tanto se os outros ficarão ofendidos com alguma coisa que diga, quando já sei avaliar melhor quem merece explicações e quem não merece sequer uma resposta. 

Mas óbvio, não consigo evitar deixar de me preocupar com os outros. De querer fazer o melhor pelos outros, dentro das minhas possibilidades claro. E penso que mesmo que os anos me façam mudar alguns aspectos na minha personalidade, a empatia que tenho pelas pessoas é imutável. Mas acontece que se eu não gosto de alguém (geralmente é porque a pessoa tem mau carácter) aí eu nem consigo disfarçar! Mas a boa relação mantém-se e evito provocar mau ambiente. 

Contudo, por vezes gostaria de me importar um bocadinho menos, só um bocadinho... Aquele stress e urgência que sinto em fazer até o impossível pelos outros seria mais brando....Será? 

 

Porque é que tinha que ser balança? Às vezes pergunto-me...

25
Out17

Ser ou não ser....eis a questão

Terminatora

Há uns meses atrás, pediram-me para ser madrinha de um casamento. Até aqui, tudo bem. Fiquei feliz claro, já há algum tempo que esta união se previa, mas a vida não tem sorrido sempre e adiou por demais essa união. 

Conversa e mais conversa, o ambiente vai ficando estranho. O rapaz parece quase ter sido obrigado a fazer o pedido. As alianças têm que ser as de 400 e tal euros cada uma. O meu vestido não pode ser de uma marca qualquer (e quem falou que eu queria usar vestido?! E de marca??), festa cheia de brilhantes e melhor que a da outra amiga, e por aí adiante.  

Bom, escusado será dizer que me senti completamente desconfortável com a evolução da conversa. O que começou como uma boa notícia, tornou-se em algo desagrável para mim. Vai poupando já dinheiro para essa altura, dizia-me ela. Olha que vai ser caro.  Eu não sou nada experenciada em casamentos, ou dar prendas de casamento e muito menos em ser madrinha! Mas, quando se é amigo de longa data e se se confia, não se devem fazer estas exigências. Ou será normal e eu não sabia??? Talvez seja e eu não sei! Pois então se assim é, não vou ser a pessoa indicada para apadrinhar casamentos, está visto!

 

Casamento ainda está para sair mas as exigências já estavam todas feitas.

 

Tal como muitos textos andam por aqui no mundo dos blogues, também as pessoas gostam de dar lições de moral no facebook. E eis que me deparo com uma publicação desta amiga, uma lição do quão as pessoas são fúteis. Do quão desimportadas em viver em pleno a vida, são. Questionava-se ela porque as pessoas são orgulhosas e não tiram prazer das pequenas coisas da vida? Importam-se demasiado com coisas insignificantes. 

 

Bem... eu queria ter respondido. Mas esta não é o tipo de pessoa à qual se deva responder à letra nas redes sociais, porque desata a lavar roupa suja para que toda a gente possa ver o quão ofendida e indignada ficou pela afronta da amiga. 

Por isso me questiono agora, qual é afinal o significado de futilidade? Se calhar sou eu que ando com os dicionários errados!! 

 

Pois para mim o anel podia ser de palha, se eu soubesse que tinha sido a pessoa a dedicar tempo a fazê-lo! Já para nem falar do resto. E fico-me por aqui 

04
Out17

Especial

Terminatora

Há pessoas que querem ser especiais a todo o custo. Querem que lhes seja dada atenção porque sentem-se, assim nesse direito. Mesmo que não tenham nada de novo para dizer. Mesmo que suas palavras sejam vazias de conhecimento e causa. Julgam que lhes devemos vassalagem. Que lhes temos que justificar o porquê de todas as nossas acções. Como se dependessemos de alguém assim! Iludidos, sentem-se tão sós, inseguros e medonhos, que julgam assim criar algum género de ligação comum.

 

E depois há as que são especiais só por existirem. Essas nunca te exigirão atenção. Estão no seu canto, com a sua vida e afazeres. São simplesmente elas mesmas, só que especiais. São pessoas de bem com a vida, têm seus problemas bem resolvidos e arrumados numa gaveta. Há delas, com quem podes ficar imenso tempo sem falar, que quando há um reencontro, é como se nos tivessemos visto ontem. Não há rancor, não há mágoa, não há tristeza nas suas vozes, mas alegria por ter reencontrado uma metade de si. São pessoas que sabem o quanto a vida pode ser exaustiva, a ponto de nos desligarmos do resto do mundo. São aquelas que nos entendem, fazem e farão sempre parte de nós.

 

E há ainda outras especiais. Conseguem ler a tua mente. A conexão é quase instantânea que é difícil explicar a satisfação e júbilo que isso causa. Suas conversas nunca são vazias. Nunca exigem atenção. Porque a têm naturalmente de tão cativantes e interessantes que são. As suas mentes são um poço sem fim de aventuras e descobertas e é isso o mais sedutor nestes seres especiais. A sua humildade, simplicidade e sinceridade faz com que todos lhes queiram dar atenção. Conseguem compreender até o que outrora parecia incompreensível por outros. São tão especiais que não há nenhum dia triste quando se as tem por perto. 

Fico feliz por ter pessoas especiais na minha vida. Mas mais feliz ainda, por encontrar aquela Especial, que parece te conhecer de dentro para fora. Que termina as tuas frases, que aprecia aqueles pequenos pormenores que só tu parecias notar! Que aprecia tua presença e companhia. Que tem também tanta paixão e amor pela vida. É mesmo Especial...Mágico.

 

 

E se for sonho, gostava de não acordar.

 

01
Out17

Não dia

Terminatora

Hoje não.

É certo e sabido que as mulheres sofrem de tantos altos e baixos hormonais, tanto que, lidar com certos sentimentos a certa altura do mês fica complicado. Mais complicado ainda quando já se acumula tanta frustração, nervosismo e cansaço. Não me estou para aqui a desculpar, realmente somos seres complicados. E em certos dias, difíceis de aturar, literalmente. É preciso pulso e paciência para as vezes lidar com certas mulheres. Só não gosto de certos machismos, no que toca a fazer gozo à forma como lidamos com as emoções, porque desculpem lá homens, vocês não fazem ideia do que é passar por estas coisas, podem então se remeter ao silêncio se não terão nada de útil para dizer. Se bem que a gente quer um ombro amigo para "chorar", ou que nos digam algo de reconfortante, mas se não for o caso, mais vale nem dizer nada. 

E hoje é daqueles dias... dias em que parece que me caiu tudo em cima de novo. Que fui esmagada de novo e vai custar levantar. Mas Vou. Vou me levantar.

01
Out17

Cegueira

Terminatora

É impressionante. 

Fico cada vez mais pasma com a cegueira de alma das pessoas. É uma cegueira pior que aquele que não consegue ver o mundo à sua volta. Porque ter habilidade de ver, apreciar e viver tudo aquilo que se passa à sua volta e simplesmente ser um egoísta, é tão, sei lá... Triste. Digo egoísta porque vive para si. Só pensa em si, no seu bem estar. Está uma pessoa a cair? Bah.. eu estou bem, que estou firme. Está alguém a precisar que estendam a mão? Bah... quero lá saber, estender a minha mão de volta exige muito esforço deste meu corpo trôpego! 

Enquanto uns se importam de menos, outros se importam de mais. Enquanto uns enxergam, outros são completamente cegos! A maior desilusão de todas, é que este mundo está infestado de gente cega! 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Extermínios antigos

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar