Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Extermínio de Pensamentos

É um desatino que para aqui vai...

Extermínio de Pensamentos

É um desatino que para aqui vai...

Escolhas... ou não!

Exterminado por Terminatora, em 01.09.15

 

david-reimer-0061.jpg

 David Reimer http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4753371&page=-1

 

Não conhecia este caso. Ou se já tinha ouvido falar, não me recordo de momento. É daqueles casos em que dá que pensar. Pensar o quão ignorante, infuenciável e idiota o ser humano consegue ser!

Tudo bem!.. Há muitos anos pensava-se que homossexualidade fosse doença! E claro que apareciam uns "ditos" entendidos no assunto, com teorias que não lembra a ninguém. 

O que me incomoda de momento, é que sempre defendi, sem que me tivessem vindo explicar, que os homossexuais já nascem homossexuais e não é por A, B ou C dizer que ele/a é homossexual ou hetero que a pessoa vai mudar. Não é por a sociedade impingir-nos uma educação contrária à nossa orientação sexual que mudamos. Não acredito nisto.

E choca-me, saber o que este rapaz da notícia, acima teve que passar. Não consigo imaginar o sofrimento pelo qual passou. As dúvidas, o sentimento de culpa, de inferioridade...não consigo imaginar.

As pessoas têm que entender de uma vez por todas, os homossexuais não escolhem gostar do mesmo género e acabou!! É normal! E só temos que aceitar, apoiar, pois eles precisam de ser felizes como são! 

Estamos no século XXI e por vezes ainda ouço comentários desagradáveis por parte de pessoas ignorantes. Eu tenho dois amigos homossexuais e são dos amigos mais divertidos e queridos que tenho. Um deles, passei a minha infâcia tentando protegê-lo contra quem gozava com ele. As pessoas gozavam com o facto de ter "tiques de maricas", riam-se, batiam-lhe... enfim. Passou por um mau bocado. Mas hoje em dia, já assumido, tenta ser feliz e deixar essas memórias no passado.

A minha irmã mais nova, tem um amigo na turma de 3º ano, que, gosta de bonecas, gosta de lhes fazer vestidos e tem uma coleção de barbies, casas, e afins. Um dia perguntou-me se não era esquisito ele gostar de bonecas e ter bonecas, que ele as vezes parecia uma menina. Eu perguntei-lhe se ela gostava dele, ela respondeu que sim. Então disse que, ela que não se importasse com o resto, porque era normal. É normal haver, as vezes meninos que gostam de bonecas, que gostam das brincadeiras de meninas, eles não têm culpa de ser diferentes. Eles não escolhem ser diferentes, mas que são muitas vezes, pessoas muito queridas e amigas. Ela percebeu o que eu quis dizer, nunca a ouvi julgá-lo, maltratá-lo ou gozar com ele. Dão-se super bem, ele vem cá muitas vezes, é um amor. E ela vai se encontrar com ele muitas vezes.

Se as crianças conseguem compreender, aceitar e não julgar...porque queremos nós mudar os outros em nosso redor?

Nunca faria uma coisa destas a um filho/a. Cada qual é como é, só temos que os orientar pelo melhor caminho, dar-lhes apoio e compreensão.

Espero que um dia, a sociedade seja mais unida neste sentido, e até nas escolas se educasse para casos destes. Muitas vezes, os professores vêem que há meninos a passar por maus bocados, mas nada fazem.

Tenho esperança que um dia, deixe de haver descriminação por sermos diferentes!   

 

Mais sobre mim

foto do autor

Extermínios esquecidos

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Implacáveis